Estrias nos Seios【2020】– Como Evitar | Causas | Tratamentos

Sabe quando você decide investir em um decote mais profundo ou apostar em um biquíni para curtir o verão e as tão incômodas estrias nos seios aparecem? Esse não é um incômodo só seu, afinal muitas mulheres, e até mesmo homens, podem sofrer com esse tipo de lesão na pele.

As estrias nos seios podem ser mais ou menos numerosos e aparentes, mas se elas causam incômodo ao usar um decote ou roupa de praia, é hora de ver como prevenir o surgimento de novas estrias e também ver opções de tratamentos que podem minimizar a aparência dessas lesões.

estrias nos seios

Principais causas das estrias nos seios

Antes de entender a causa das estrias nos seios, é preciso entender o que são estrias.

Resumidamente, as estrias são um tipo de cicatrização da pele, que sofre com o rompimento das fibras de colágeno e elastina gerando as estrias.

A fase inicial das estrias é quando a aparência dessas lesões externas apresenta colorações entre vermelho e roxo, representando um processo de inflamação antes mesmo do rompimento, e que são consideradas estrias recentes. Já as estrias brancas são o processo de cicatrização da pele após o rompimento de fibras de colágeno e elastina, e são consideradas estrias envelhecidas.

Agora que você já entendeu que as estrias podem ser causadas pela inflamação e rompimento de fibras de colágeno e elastina, é hora de entender quais são as causas das estrias no peito. Para isso, reunimos as principais causas que podem trazer essas lesões na pele na região das mamas.

  • Puberdade: O período da puberdade costuma ser caracterizado por fases de desenvolvimento rápido e esse crescimento pode causar estrias em meninas e meninos. Assim, com o crescimento das mamas e o fato de esticar a pele repentinamente, podem surgir estrias nos seios, que podem trazer lesões na parte superior e inferior das mamas, e até mesmo se estendendo para a região do mamilo e das axilas.
causas das estrias nos seios
O rápido crescimento na puberdade pode causar essas lesões nas mamas
  • Gravidez: Outro período da vida que pode causar estrias nas mamas é a gestação, uma vez que as glândulas mamárias são estimuladas através de hormônios para o período de amamentação, e isso causa um inchaço nos peitos. Esse aumento das mamas pode fazer com que surjam estrias no início e no final da gestação.
estrias na gravidez
Durante a gestação é comum o surgimento de lesões na pele
  • Variação de peso: O ganho ou a perda de peso repentinamente pode ser um fator que ajuda no desenvolvimento de estrias em diferentes regiões do corpo, inclusive nas mamas. Assim, o ganho ou a perda de peso pode estar relacionada a diversos fatores, como fatores hormonais, má alimentação, tratamentos médicos, estresse ou outros fatores que podem estar relacionados com a variação de peso e o efeito sanfona, que costuma ser um grande causador de estrias.
causas das estrias
O efeito sanfona pode ser uma das causas
  • Implantes mamários: As próteses de silicone também podem estar relacionados ao surgimento de estrias nas mamas, uma vez que o aumento ou a diminuição do peito pode estar relacionado com o rompimento de fibras de colágeno e elastina, causando as estrias.
o que causa estrias nas mamas
A colocação ou remoção de próteses mamárias pode causar estrias
  • Genético: Os fatores genéticos e hereditários também podem estar relacionados com o surgimento de estrias nos peitos. Assim, variação hormonal e o período menstrual, que costuma causar inchaço nas mamas, pode ser um fator para o aparecimento de estrias. O histórico hereditário também é outro fator que pode gerar estrias, uma vez que a herança genética pode trazer essas lesões na pele, ou seja, se sua mãe ou outro familiar próximo possui estrias nessa região do corpo, pode ser que você também tenha fatores hereditários e desenvolva essas lesões.

causas estrias na mama

Como evitar e prevenir estrias?

Agora que você já entendeu quais são as causas das estrias nas mamas, vamos a dicas de como evitar o aparecimento dessas estrias. Afinal, com cuidados simples e diários é possível evitar as lesões na pele e marcas que tanto incomodam.

  • evite variações constantes no peso, conhecido também como efeito sanfona;
  • mantenha a região dos seios sempre hidratada, utilizando óleos corporais e cremes hidratantes;
  • mantenha uma dieta nutritiva e variada;
  • beba bastante água durante o dia, o que ajuda na hidratação da pele.

como prevenir estrias nos seios

*As gestantes devem usar cremes hidratantes indicados e liberados pelo médico que acompanha a gestação para prevenção de estrias.

Tratamentos para estrias nos seios

E se em algum momento você se deparou com o surgimento de estrias nos seios, saiba que em muitos casos é possível minimizar ou até mesmo solucionar a aparência das estrias.

Em geral, as estrias recentes, como estrias vermelhas roxas, são mais fáceis de tratar e fazer com que as lesões sejam totalmente solucionadas, uma vez que esse tipo de estria ainda está na fase de inflamação e não houve o rompimento total das fibras de colágeno e elastina. Já as estrias brancas são lesões características do rompimento das fibras de colágeno e elastina, e apesar de não ser possível reverter esse rompimento, é possível minimizar a aparência dessas lesões na pele através de variados tratamentos para estrias.

Para ajudar, fizemos uma seleção de alguns tratamentos para estrias que costumam ser bastante efetivos.

  • Peeling: Esse tratamento faz uma leve descamação da pele para promover a regeneração da mesma, amenizando a aparência das estrias e estimulando a produção de mais colágeno, o que fortalece as fibras e dificulta o surgimento de novas estrias.
  • Laser: O tratamento a laser funciona através do disparo de uma luz no local das lesões, causando um pequeno aquecimento que tem como função regenerar a pele estimular a produção de colágeno e elastina, o que minimiza a aparência das estrias e evita o surgimento de novas lesões.
tratamentos para estrias nas mamas
Os tratamento podem minimizar ou solucionar as lesões na pele
  • Mesoterapia: Esse tratamento tem como base a aplicação de uma substância que repõe colágeno, preenchendo as estrias antigas e minimizando a aparência de estrias brancas. Além disso, evita o rompimento das fibras inflamadas, conhecidas como estrias recentes.
  • Carboxiterapia: O tratamento se baseia na aplicação de CO₂ nas regiões das estrias, de modo a atingir a parte subcutânea e melhorar a aparência das lesões na pele.

 

Você já se sentiu incomodada por ter essas lesões na região das mamas? Se sim, compartilhe conosco se optou por algum tratamento para minimizar a aparência das estrias e qual tratamento foi mais eficaz para você.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.